Atrações teatrais itinerantes na cidade de Tiradentes.
*Programação sujeita a alteração sem aviso prévio.

Charanga de Paiaço

Data: 18/08 – sexta
Horário: 13h
Local: concentração ao Largo do Rosário

Respeitável publico, o Circo chegou! Uma bandinha de “paiaços” vem resgatar através da musica, a antiga cultura do Circo chegando à cidade. Através de instrumentos musicais engraçados e uma linguagem lúdica e encantadora, a Cia Calangus Circus promete um “arrastão” de alegria pela cidade de Tiradentes, deslocando do Largo do Rosário até o Largo das Mercês. Levando você e sua família para um passeio divertido pela cidade.

A Fada, a Flor e a Princesa

Data: 18/08 – sexta
Horário: 16h
Local: Largo das Mercês

Era uma vez uma era…era uma, eram duas, eram três mulheres contadoras de histórias que transportavam a plateia para um mundo fantástico de fadas, princesas, madrastas, príncipes, reis, rainhas e seres encantados através de músicas, danças, contação de histórias, poemas e brincadeiras.
“A fada, a flor e a princesa” é um espetáculo infantil, concebido a partir de narrativas para os pequenos e para os grandes que encantam ontem, hoje e depois. Na pesquisa da peça foram estudadas histórias infantis modernas e clássicas, brasileiras e estrangeiras, parlendas, poemas, canções de brincar, de cantar, de dançar e de se encantar.

Cortejo Birutas e Papudo

Data: 19/08 – sábado
Horário: 10h30
Local: concentração ao Largo das Mercês

O cortejo envolve os transeuntes em muitas cores, músicas e brincadeiras. As birutas são brinquedos coloridos que também se inspiram nas karpas japonesas que ao serem erguidas dançam e ocupam o céu. A intenção é que os participantes do cortejo também manipulem as birutas, possibilitando que brinquem e experimentem o movimento que as birutas propõem ao corpo e ao espaço. Com muita energia, o grupo Raízes da Terra promete levantar o astral do cortejo. Com batuques envolventes e letras carregadas de significados políticos e culturais, o maracatu enaltece a tradição do povo afrodescendente.

Realejo

Data: 19/08 – sábado
Horário: 13h e 15h
Local: Praça Senac do Conhecimento (itinerante)

O REALEJO faz uma homenagem aos antigos realejos que desfilavam pelos parques, praças e grandes feiras populares das cidades, tocando sua música e levando um papagaio ou mico a entregar sortes para as pessoas.
Os pequenos papéis que revelam as sortes inspiradas nos antigos oráculos, como o I Ching e o Tarot, são escolhidos e retirados pelo boneco “PINGO” – um divertido e delicado pinguim que abre as asas, o bico e anda sobre a caixa musical, que traz a nostalgia e a sonoridade de nossos antepassados.
O figurino é inspirado no imaginário popular e a interação do personagem e boneco com o público se dá pela improvisação, o encantamento e a poesia, como linguagem teatral.
Esta performance mescla ilusionismo, teatro de bonecos e oráculo.

Números Clássicos de Circo

Data: 19/08 – sábado
Horário: 15h
Local: Praça Senac do Conhecimento

1,2,3 Ação! Os números Clássicos do Circo têm por sua característica a dinâmica e objetividade de sua apresentação, com técnicas aprimoradas e sem muita enrolação, a Cia Calangus Circus promete levar você a um passado recente, donde diversas linguagens serão representadas de forma Lúdica levando o espectador a desfrutar do mais antigo conceito do circo, a RUA!

Amores e Dores no País das Flores

Data: 19/08 – sábado
Horário: 16h
Local: Largo das Mercês

Amores e Dores no Pais das Flores é ambientada na antiga Vila Rica, e conta as desventuras de amor, dinheiro e poder de sete personagens: Hortelino, Aquele que Tem o Queixo Fino ama Tiadorim, a filha do prefeito, que ama Romeu que também é amado por Hérmia, que é amada por Juvenal, que é cúmplice dos planos de Décio para roubar a fortuna de seu patrão, Joaquim José da Silva Xavier, que ama seu dinheiro que misteriosamente sumiu. Premiada pela Funarte com o Funarte Artes na Rua 2014, Amores e Dores no País das Flores faz referências irresponsáveis a diversos artistas e movimentos relevantes da história da arte, de Shakespeare a Guimarães Rosa, de Aleijadinho e Drummond ao Grupo Galpão. Com estética aproximada do teatro de bonecos, mas toda realizada com atores, a peça surpreende por uma dramaturgia inédita que teve como ponto de partida o Cannovaccio de Commedia Dellarte ‘A Falta com a Palavra Dada’. Amores e Dores no País das Flores é uma Commedia Dellarte Colonial Brasileira.

Ensaio para uma serenata

Data: 19/08 – sábado
Horário: 20h
Local: início à ​Igreja Matriz Santo Antônio

O grupo Teatro Público nasceu em 2011, em função da realização de um projeto de habitação teatral desenvolvido no bairro Lagoinha em Belo Horizonte. O processo culminou na criação do espetáculo Naquele Bairro Encantado. O grupo atualmente é formado pelos artistas Larissa Alberti, Luciana Araújo, Marcelo Alessio, Rafael Bottaro e Rafaela Kênia. Em 2014, seguindo a mesma linha de ocupação dos espaços urbanos, desenvolveu o projeto de montagem do espetáculo Saudade, no bairro Saudade, em Belo Horizonte. A partir de princípios do teatro em diálogo com a intervenção urbana e com a performance, o grupo experimenta novas formas de relação entre teatro e sociedade, atribuindo destaque especial ao potencial da ficção no cotidiano da cidade, a ocupação de espaços não convencionais, e a investigação de novas formas de relação com o espectador. Ao colocar o espaço urbano e seus habitantes como elementos centrais da cena, as ações desenvolvidas procuram focar e problematizar as relações entre atores, público, espaço e acontecimento teatral.

Realejo

Data: 20/08 – domingo
Horário: 13h e 15h
Local: Praça Senac do Conhecimento

O REALEJO faz uma homenagem aos antigos realejos que desfilavam pelos parques, praças e grandes feiras populares das cidades, tocando sua música e levando um papagaio ou mico a entregar sortes para as pessoas.
Os pequenos papéis que revelam as sortes inspiradas nos antigos oráculos, como o I Ching e o Tarot, são escolhidos e retirados pelo boneco “PINGO” – um divertido e delicado pinguim que abre as asas, o bico e anda sobre a caixa musical, que traz a nostalgia e a sonoridade de nossos antepassados.
O figurino é inspirado no imaginário popular e a interação do personagem e boneco com o público se dá pela improvisação, o encantamento e a poesia, como linguagem teatral.
Esta performance mescla ilusionismo, teatro de bonecos e oráculo.

Estranhos Vizinhos

Data: 20/08 – domingo
Horário: 14h
Local: ​início ao ​Largo do Rosário

Naquele Bairro Encantado é um espetáculo de rua em que um grupo de atores mascarados realiza uma “habitação teatral” de um bairro por dois dias, inserindo-se no seu cotidiano. Caracterizados como velhos, os mascarados trazem à tona histórias e hábitos do passado, propondo um jogo capaz de gerar grande curiosidade na população local, pois os atores nunca retiram as máscaras, deixando sua identidade oculta. Ao trazerem uma imagem saudosista de um tempo que já se foi, os velhos despertam a memória dos moradores, convidando-os a compartilhar suas lembranças, histórias e imagens. Desse modo, os habitantes locais não são vistos como público, mas como parceiros de um jogo que se constrói em cena aberta pelos diversos espaços do bairro. Os moradores tornam-se, então, espectadores e participantes de um teatro que, de forma tácita e sutil, invade o seu cotidiano. O espetáculo é atualmente dividido em dois episódios, que se complementam, mas que podem ser apresentados de modo separado.

Ovos, suor e lágrimas

Data: 20/08 – domingo
Horário: 16h
Local: Largo das Mercês

O roteiro do espetáculo Ovos, Suor e Lágrimas foi criado por Eid Ribeiro e tem como inspiração e referência o cinema mudo, em que a ação dos personagens independe da utilização da palavra para narrar o desenvolvimento de uma história. “OVOS, SUOR E LÁGRIMAS” utiliza um minucioso trabalho gestual e coreográfico dos atores, pontuado por uma contundente trilha sonora. Divertido, provocador e de fácil compreensão, OVOS, SUOR E LÁGRIMAS é um espetáculo para todas as idades, como aqueles filmes de Charles Chaplin e Buster Keaton, que inspiraram essa produção.

Charanga de Paiaço

Data: 25/08 – sexta
Horário: 13h
Local: concentração ao Largo do Rosário

Respeitável publico, o Circo chegou! Uma bandinha de “paiaços” vem resgatar através da musica, a antiga cultura do Circo chegando à cidade. Através de instrumentos musicais engraçados e uma linguagem lúdica e encantadora, a Cia Calangus Circus promete um “arrastão” de alegria pela cidade de Tiradentes, deslocando do Largo do Rosário até o Largo das Mercês. Levando você e sua família para um passeio divertido pela cidade.

Panela cheia

Data: 25/08 – sexta
Horário: 16h
Local: Largo das Mercês

Uma panela cheia para toda família. “O melhor restaurante da cidade”. Por ele passam diversos personagens em meio a hilárias confusões preparam uma salada completa e surreal no universo artístico ao combinar os ingredientes especiais da música, da pantomima, do teatro de bonecos, da dança, das artes marciais, da acrobacia, do malabarismo, do circo. É uma montagem que aborda criticamente o mundo do trabalho e a busca de um sentido para a vida através da arte. Várias cenas são temperadas com paródias e sátiras numa perspectiva do riso como vitalidade transbordante. É teatro de rua ancestral que tem no corpo do ator o seu elemento essencial e onde a imaginação do espectador é o prato principal.

Xurupita Bolaños

Data: 26/08 – sábado
Horário: 13h
Local: Praça Senac do Conhecimento (itinerante)

Perpétua dos Anjos é o verdadeiro nome de Xurupita Bolaños, uma mulher que não se contentou com a vida pacata do interior do Brasil, largou tudo e ganhou o mundo de onde trás receitas afrodisíacas, mentiras como se fossem verdades e verdades como se fossem mentiras. Com muito amor e humor a performance de Xurupita mescla desde dublagens, causos, piadas, dicas de saúde, beleza até como usar o tinder. O cotidiano revisitado de forma irreverente e criativa.

Histórias na Praça

Data: 26/08 – sábado
Horário: 14h
Local: Praça Senac do Conhecimento

“Histórias na praça” é um projeto muito simples que necessita de três coisas: Uma praça, quem conte e quem escute! Para começar a contadora apresenta ao público presente “A história das praças” que fala de sua origem e manifestações e convida ao público a conhecer e vivenciar mais esse espaço. Por ser a praça originalmente democrática, neste espetáculo a contadora de histórias estabelece um diálogo fundamental com o público, pois é ele que vai escolher as 4 histórias que querem escutar, dentre aquelas que a contadora carrega em sua mala: “Vocês preferem Mitos de origem ou histórias dos Deuses? Uma história indígena, uma Grega ou afro-brasileira? Aqui vocês podem escolher o que querem conhecer!”

Cortejo Coletivo Birutas e Grupo de Maracatu Raízes da Terra

Data: 26/08 – sábado
Horário: 14h
Local: concentração ao ​Largo das Mercês

O cortejo envolve os transeuntes em muitas cores, músicas e brincadeiras. As birutas são brinquedos coloridos que também se inspiram nas karpas japonesas que ao serem erguidas dançam e ocupam o céu. A intenção é que os participantes do cortejo também manipulem as birutas, possibilitando que brinquem e experimentem o movimento que as birutas propõem ao corpo e ao espaço. Com muita energia, o grupo Raízes da Terra promete levantar o astral do cortejo. Com batuques envolventes e letras carregadas de significados políticos e culturais, o maracatu enaltece a tradição do povo afrodescendente.

 

Histórias de Sereia

Data: 26/08 – sábado
Horário: 15h
Local: Praça Senac do Conhecimento

Misturando músicas e histórias no espetáculo “Histórias de Sereias” a contadora de histórias Jéssica Tamietti convida a todos a passear por cinco contos de sereias e a navegar por mares, terras e ares de lugares bem diferentes no tempo e no espaço. O espetáculo é para público de todas as idades e todos podem se aventurar a conhecer mais sobre essa intrigante criatura. As histórias são um convite ao mito, ao fantástico, ao diferente, a conhecer e aprender sobre outras culturas, nos mostrando outros modos de pensar e enxergar o mundo. E nada melhor do que as Sereias que há muitos séculos habitam o imaginário popular para nos conduzir nesta viagem.

A Festa do Pijama

Data: 26/08 – sábado
Horário: 16h
Local: Centro Cultural ​SESIMINAS ​Yves Alves

Em “A Festa do Pijama”, o público, convidado a comparecer de pijama, vai encontrar um espetáculo cênico-musical todo pontuado pelo humor e por brincadeiras de ontem e de hoje. Com isso, o lugar está garantido para histórias rocambolescas, dança, disputa de rima, uma receita muito especial e muito mais. Tudo em concepção lúdica em que há espaço tanto para cabra-cega e batalha de travesseiros como para o Playstation e o tablete.

Xurupita Bolaños

Data: 27/08 – domingo
Horário: 13h
Local: Praça Senac do Conhecimento

Perpétua dos Anjos é o verdadeiro nome de Xurupita Bolaños, uma mulher que não se contentou com a vida pacata do interior do Brasil, largou tudo e ganhou o mundo de onde trás receitas afrodisíacas, mentiras como se fossem verdades e verdades como se fossem mentiras. Com muito amor e humor a performance de Xurupita mescla desde dublagens, causos, piadas, dicas de saúde, beleza até como usar o tinder. O cotidiano revisitado de forma irreverente e criativa.

Histórias na Praça

Data: 27/08 – domingo
Horário: 14h
Local: Praça Senac do Conhecimento

“Histórias na praça” é um projeto muito simples que necessita de três coisas: Uma praça, quem conte e quem escute! Para começar a contadora apresenta ao público presente “A história das praças” que fala de sua origem e manifestações e convida ao público a conhecer e vivenciar mais esse espaço. Por ser a praça originalmente democrática, neste espetáculo a contadora de histórias estabelece um diálogo fundamental com o público, pois é ele que vai escolher as 4 histórias que querem escutar, dentre aquelas que a contadora carrega em sua mala: “Vocês preferem Mitos de origem ou histórias dos Deuses? Uma história indígena, uma Grega ou afro-brasileira? Aqui vocês podem escolher o que querem conhecer!”

Histórias de Sereia

Data: 27/08 – domingo
Horário: 15h
Local: Praça Senac do Conhecimento

Misturando músicas e histórias no espetáculo “Histórias de Sereias” a contadora de histórias Jéssica Tamietti convida a todos a passear por cinco contos de sereias e a navegar por mares, terras e ares de lugares bem diferentes no tempo e no espaço. O espetáculo é para público de todas as idades e todos podem se aventurar a conhecer mais sobre essa intrigante criatura. As histórias são um convite ao mito, ao fantástico, ao diferente, a conhecer e aprender sobre outras culturas, nos mostrando outros modos de pensar e enxergar o mundo. E nada melhor do que as Sereias que há muitos séculos habitam o imaginário popular para nos conduzir nesta viagem.

Des Espera

Data: 27/08 – domingo
Horário: 16h
Local: Centro Cultural ​SESIMINAS ​Yves Alves

Um homem que espera! Um homem sozinho em algum lugar indefinido que parece esperar algo, ou alguém, quase que eternamente! Ele nesta espera, passa da alegria a tristeza, da calma ao desespero. Espera incialmente cômica mas que ao final se mostra trágica para este homem e o espectador. Uma história, para o personagem e seu público, vivenciarem a perda, o encontro, o amor, o desencontro, a espera, o nosso desespero e tentativa de equilíbrio de cada dia. As despedidas, talvez um recomeço, a vida e a morte!

 

OUTRAS ATRAÇÕES

Filme – Maria Antonieta
Data: 18/08 – sexta
Horário: 19h
Local: Centro Cultural SESIMINAS Yves Alves

Filme – Estômago
Data: 19/08 – sábado
Horário: 9h
Local: Centro Cultural SESIMINAS Yves Alves

Salomé e Maria Amélia Viegas (PROGRAMAÇÃO MUSICAL)
Data: 20/08 – domingo
Horário: 20h
Local: Igreja Matriz Santo Antônio

Daniel Gonzaga (PROGRAMAÇÃO MUSICAL)
Data: 25/08 – sexta
Horário: 19h
Local: Centro Cultural ​SESIMINAS ​Yves Alves

Plantação da Primeira Oliveira da região
Data: 26/08 – sábado
Horário: 10h
Local: Alto do São Francisco

Valéria Braga (PROGRAMAÇÃO MUSICAL)
Data: 26/08 – sábado
Horário: 19h
Local: Museu Sant’anna

“Santas Mulheres – As Heroínas da Fé”
Local: Museu de Sant’Ana – Rua Direita, 93 (entrada pela Rua da Cadeia), Centro, Tiradentes (MG).
Data/horário: 26 de agosto a 06 de novembro – quarta a domingo, 10h às 19h.