receita

CALDO DE SURURU - ALAGOAS
GRAU DE DIFICULDADE:
Fácil
TEMPO DE PREPARO:
1 hora
RENDIMENTO:
4 porções
CHEF:
Bar Massagueirinha
REGIÃO:
Alagoas
TIPO DE PRATO:
aperitivo
ingredientes

500 gramas de sururu
1 xícara de chá de cebola picada
1 xícara de chá de leite de coco
3 colheres de sopa de azeite
2 tabletes de caldo para peixe
2 colheres de sopa de molho de tomate
Cheiro-verde a gosto
1 pimenta-de-cheiro picada
½ xícara de chá de pimentão picado
Pimenta-do-reino branca a gosto
Sal a gosto

modo de preparo

1 Lave bem o sururu;
2 Refogue a cebola no azeite. Junte a carne do sururu e refogue;
3 Acrescente a pimenta-do-reino, o molho de tomate e os tabletes de tempero para peixe e mexa bem;
4 Deixe tudo cozinhar por dez minutos, até que a carne comece a soltar um líquido. Então, acrescente o leite de coco;
5 Acrescente o cheiro-verde, a pimenta-de-cheiro e o pimentão. Deixe ferver por mais cinco minutos e desligue o fogo. Sirva.

Dicas

• Você pode usar azeite dendê no caldo.

História

Pequeno molusco sururu é transformado em caldo nos botecos alagoanos

É apenas com as mãos, sem redes ou máquinas, que catadores pegam o pequeno molusco sururu nos manguezais de Alagoas. Na lagoa Mundaú, na capital do Estado, o pescador João Búia conta que é da lama ou do fundo das lagoas que sai a maior parte do bicho, que lembra um mexilhão.

Na maré vazante, o catador pode mergulhar até o fundo da lagoa e, assim, pegar muitos sururus. “É por isso que tem dias em que o pescador entra na canoa ainda de madrugada”, diz ele.

De mergulho em mergulho a canoa se enche de lama e conchas pretas. Já na margem, os moluscos são entregues às despinicadeiras –mulheres cujo ofício é separar os sururus, cozinhá-los em água fervente em grandes panelas de alumínio, retirá-los das conchas e, então, colocá-los à venda. O beneficiamento do molusco, inclusive, foi registrado pelo Conselho Estadual de Cultura do estado como Patrimônio Imaterial de Alagoas.

“Quase todos os bares e restaurantes de Maceió usam o sururu da lagoa Mundaú.” Em botecos da cidade, o sururu é encontrado em caldos. A paixão dos alagoanos pelo molusco é tão grande, diz João Búia, que concursos elegem o melhor caldinho de Maceió –um dos mais famosos é o do bar Massaguerinha.

O preparo é simples e há pouca variação nos ingredientes de cada receita: basta refogar cebola, tomate e coentro no azeite e depois juntar sururu, molho de tomate, água, cheiro-verde e leite de coco. À mesa, o caldo é servido com molho de pimenta ou limão.

“Quase todos os bares e restaurantes de Maceió usam o sururu da lagoa Mundaú”

Bar Massagueirinha
ONDE av. Deputado José Lages, 1.105, Ponta Verde, Maceió, Alagoas, tel. (82) 3327-1027
www.facebook.com/massagueirinhaoficial

galeria de fotos

Caldo de sururu. foto Rusty Marcellini

Sururus lavados em barco. foto Rusty Marcellini

Despinicadores retiram os sururus das conchas. foto Rusty Marcellini

Pescador retira o sururu do fundo da Lagoa Mundaú. foto Rusty Marcellini

Pescador na busca pelos sururus. foto Rusty Marcellini

Despinicadeira prepara os sururus antes de serem cozidos. foto Rusty Marcellini

Sururu fora das conchas. foto Rusty Marcellini

Sururus são cozidos em grandes latas de alumínio. foto Rusty Marcellini

Sururu cozido pronto para consumo. foto Rusty Marcellini

Pescador coloca os sururus no barco. foto Rusty Marcellini