receita

MOQUECA DE SIRI - ALAGOAS
GRAU DE DIFICULDADE:
Fácil
TEMPO DE PREPARO:
30 minutos
RENDIMENTO:
quatro porções
CHEF:
Jonatas Moreira
REGIÃO:
Alagoas
TIPO DE PRATO:
Frutos do mar
ingredientes

500 gramas de carne siri já limpa e desfiada
2 xícaras de chá de tomate picado
1 xícara de chá de cebola picada
Coentro picado a gosto
2 xícaras de chá de leite de coco
6 colheres de sopa de azeite de dendê
4 colheres de sopa de azeite de oliva
¼ de xícara de chá de suco de limão
Sal a gosto
Pimenta-de-reino a gosto

modo de preparo

1 Bata no liquidificador o tomate, a cebola, o coentro e o leite de coco;
2 Coloque essa mistura em uma panela e leve para ferver por dez minutos com o azeite de dendê;
3 Junte a carne de siri e tempere com sal e pimenta. Coloque o suco de limão e deixe cozinhar por cinco minutos;
4 Finalize com o azeite de oliva e coentro picado. Desligue o fogo e sirva em seguida.

Dicas

-Sirva a moqueca de siri com arroz branco e farofa de dendê

História

Chef de Alagoas continua tradição familiar
com preparo de peixes frescos e siri

 

A cozinha sempre fez parte da vida de Jonatas Moreira, 30, chef dos restaurantes Akuaba, Castro Bistrô Bar e Espaço Vera Moreira, em Maceió. Ele cresceu em meio às panelas da mãe, Vera, que criou com seu pai o Akuaba 23 anos atrás, e sua leitura mais comum eram as revistas de gastronomia que os pais assinavam.

“O início foi como uma brincadeira, aos finais de semana cozinhava para mim e para minha irmã”, conta. Aos 17 anos, começou a estudar administração de empresas, mas percebeu que não seria feliz assim. Um ano depois, foi estudar gastronomia no Instituto Paul Bocuse, na França. Ficou no país por quatro anos, trabalhando em restaurantes como Laurent Bouvier e Bras.

Oito anos atrás, voltou ao Brasil para assumir a cozinha do Akuaba, que chama de afro-brasileira. O chef nascido em Salvador coloca um toque baiano em seus pratos com frutos do mar –os principais ingredientes da cozinha alagoana são os peixes frescos.

Encontra-se ali sururu, maçunim, lambreta e siri, que o restaurante compra há mais de 20 anos de Aparecida. “O siri dela é especial”, diz ele às margens da lagoa Manguaba, no município de Marechal Deodoro, a cerca de 20 quilômetros da capital alagoana, onde apresenta a fornecedora.

O siri é pescado na maré cheia com redes ou puçás, espécie de peneira que recebe um pedaço de isca –peixes fermentados– para atrair o crustáceo.

Uma vez capturado, o siri é lavado, cozido, e tem a carapaça quebrada para tirar toda a carne. “O siri é essa mistura do suave, tem uma característica forte, um sabor marcante, mas é leve, delicado e saboroso”, descreve Moreira.

No Akuaba, serve o bicho em forma de moqueca, prato que tem uma memória afetiva, pois sempre foi o carro-chefe do restaurante no qual cresceu.

 

“O siri tem uma característica forte, um sabor marcante, mas é leve, delicado e saboroso”

Castro Bistrô Bar

ONDE: Avenida Comendador Gustavo Paiva, 5.945, Cruz das Almas, Maceió, Alagoas, tel (82) 3023-3203

 

galeria de fotos

Chef prepara o mise en place da moqueca de siri - © Alysson Bruno

Ingredientes da moqueca na panela - © Alysson Bruno

Inclusão do siri na receita - © Alysson Bruno

Chef mexe os ingredientes - © Alysson Bruno

O Chef Jonatas Moreira adiciona o dendê na receita - © Alysson Bruno

Moqueca em fervura - © Alysson Bruno

Moqueca de siri - © Alysson Bruno